5.28.2015

Mudanças: Pequenas felicidades


Talvez possa parecer depressivo demais meus posts pessoais, apenas entendam que retrato um pouco do que estou sentindo no momento. No primeiro post de mudanças falei sobre alimentação e confesso que tenho dias em que quero enfiar todos os chocolates de casa dentro da minha boca sem pensar nas consequências, mas estou conseguindo me controlar ultimamente e não fazer tudo que eu quero sem pensar.
Certas coisas exigem mudanças drásticas, como uma mudança de emprego por exemplo; porém não é algo tão fácil de se fazer quando você tem uma vida agora independente e contas a pagar...mas como eu já falei, pequenas coisas podem ajudar a melhorar a situação. O que eu impus para mim foi:
-Mudança na alimentação
-Criar uma rotina
-Não desanimar nas coisas relacionadas ao meu bem estar físico e psicológico
-APROVEITAR UM POUCO MAIS AS PEQUENAS FELICIDADES DA VIDA
E é sobre esse ultimo tópico da minha pequena lista de metas de mudanças que vim falar hoje.
Acho que a coisa mais difícil de se fazer quando estamos em um momento ruim é desligar um pouco a cabeça dos seus problemas, eu sou do tipo de pessoa que não consegue parar de pensar nas coisas ruins que estão acontecendo comigo e simplesmente quero resolver tudo de uma vez e me livrar disso...levo sim problemas para a minha casa e acabo descontando toda a energia ruim que carrega em meu lar doce lar, o que para mim acaba piorando tudo. Enfim, ontem tive a felicidade de folgar com o meu amor e resolvemos que iriamos passear um pouco em São Paulo; normalmente eu iria para lá o caminho todo pensando que no dia seguinte eu poderia ter um aborrecimento, que eu tinha que fazer compras no mercado, que a água de casa esta acabando e tenho que pedir outra, que se ficar tarde eu vou dormir menos e vou acordar cansada para trabalhar, que tem uma pia cheia de louça e lalala...MAS CHEGA. Me desliguei e tentei aproveitar cada segundo que tive de folga, começando o passeio em um lugar que gosto tanto chamado Bairro da Liberdade; onde compramos gordices e piramos nas embalagens fofinhas. Depois seguimos para o lugar que acho que mais amo em São Paulo, a Avenida Paulista; sempre que vou para lá sinto boas energias vindo por todos os lados, onde há pessoas de todos os estilos, músicos na rua, artes manuais, muito muito amor em SP ♥ e um cineminha básico no fim do dia. Não ia importar a hora que eu ia chegar em casa e nem mesmo o pensamento "eu deveria ter tirado o dia para uma boa faxina", o importante era me desligar.
O que quero dizer com tudo isso: as vezes por mais que tenhamos problemas e afazeres, temos SIM que tirar o um para a preguiça ou passeio e se desligar da vida; eu sempre opto por fazer isso ao lado de quem eu gosto e me entende, seja meu namorado, minha mãe, meus amigos. Tentem, que uma grande carga negativa já vai sair de seus ombros só de você não ficar dias e dias remoendo coisas que não valem a pena. Para as coisas melhorarem você tem e deve mudar, você deve se preocupar com seus afazeres; mas as vezes "relaxar" muda toda a sua visão sobre o problema e tudo se esclarece mais facilmente.
Mais uma vez peço desculpas pelo desabafo, mas espero que entendam...até o próximo post,

Nicole Deamente.

Instagram
Flickr
Snapchat: nicoledecorrea

Um comentário:

Sushi baiano disse...

Me identifiquei bastante , também sou assim ,quando tenho um problema ele fica me remoendo , me entristecendo e acabo deixando as coisas boas da vida passarem... Mas vamos dizer mais CHEGA e curtir mais a vida ! Vamos fazer essa campanha para nossa vida ! #digamaisChega .

Beijos

http://sushibaiano.blogspot.com.br/