5.19.2015

Mudando de leve...

Uhul, consegui voltar antes do próximo sábado (que tenho post fixo sobre o DAYS OF LOVE) hahaha. Bom, no meu texto de desabafo de posts passados eu disse que estava na hora de algumas mudanças; acho que não só de coisas grandiosas mas também das pequeninas que farão toda a diferença no meu dia a dia. Vou fazer alguns posts sobre isso mas separados por diferentes assuntos, e o de hoje é: hábito alimentar!
Muitos podem até pensas "lalala, é só uma maneira chic de dizer dieta", mas NÃO, são coisas completamente diferentes.
Quem me conhece de anos já sabe o quanto sou paranoica com o meu peso e o PORQUE disso tudo. Quando eu era um pequeno serzinho fofo dos cabelos loiros e enroladinhos, eu era bem magrinha; minha mãe regulava muito bem minha alimentação e do meu irmão, sempre incentivando a comer frutas e legumes, refrigerante e docinhos era apenas no fim de semana, mas é claro que sempre rolava uma gordice nos lanchinhos da escola: salgadinhos, bolachas, bolinhos, achocolatados...mas nada de mais, até porque eu praticava exercício e me mantinha em forma. Quando mudei de escola (na terceira série) eu tive que sair das aulas de natação que eu frequentava e meu almoço já não era mais comida, era lanchinhos e coisas práticas para uma criança de 8~10 anos fazer, pois não havia ninguém para ficar comigo e me dar almoço quando eu chegava da escola. Com isso fui começando a ficar redondinha...até chegar nos 70 kilos, que para minha altura me deixava bem fora do que eu deveria ter; mas como eu não dava a mínima para minha aparência mesmo, eu fui comendo e comendo sem ligar para o que viria a acontecer. O tempo foi passando e cheguei no meu segundo colegial, eu estava bem acima do meu peso ideal e tinha vergonha do meu corpo; por mais que eu fizesse dieta parecia que não funcionava, até que criei vergonha na cara e resolvi fazer uma REEDUCAÇÃO ALIMENTAR e juntamente EXERCÍCIO.
O que mudou? Tirei as frituras do meu dia a dia, os doces e os excessos; comecei a comer coisas integrais e moderar no tanto de comida que colocava no prato e pedalava 10 km por dia. Isso tudo foi feito nas férias de julho e perdi 20 kilos com essa brincadeira, além de uma super autoestima. Isso tudo aconteceu em 2009 e desde então tento manter o ritmo, claro que tive momentos difíceis após essa mudança onde eu acabei escorregando e engordando um pouco, mas aprendi MUITO nesses anos sobre uma alimentação mais saudável e balanceada e resolvi dar algumas dicas por aqui.
Uma coisa que sempre fiz nesses anos e tirar um dia para poder comer gordice, não me entupir né, mas matar aqueça lombriguinha de um lanche ou chocolate que todo mundo tem (não adianta negar!). Sempre deixei o "dia de gordice" para quando eu estivesse com meu amor, só via ele no fim de semana e aproveitava para não pensar muito na dieta; mas quando vim morar com ele comecei a escorregar e comer bastante docinhos e tals...e agora esta na hora de voltar ao foco!

De manhã sempre acordo MORRENDO de fome, então é a refeição que mais como; geralmente meu prato é:
-Uma xícara de café com leite desnatado (com açúcar, porque NUNCA consegui substitui-lo por adoçante)
-uma banana
-uma fatia de pão sem glúten com pasta de soja ou creme de ricota

O pão e a pasta de soja (também sem glúten e sem a lactose) eu aprendi a comer recentemente com minha mãe, já que ela tem uma certa restrição alimentar por conta de um câncer que ela teve no intestino; e me adaptei super bem a eles! São produtos mais caros, isso é fato...mas o pão, por exemplo, uma pequena fatia já me sustenta mais do que duas do integral.

Depois de 3 horas do café da manhã, se ainda não vou almoçar eu como uma frutinha.
Na hora do almoço meu prato vai variar muito de um dia para o outro, mas sempre tento manter uma base desse tipo:
-arroz integral
-salada
-legumes
-carne magra

Confesso que não como muito feijão não, mas tento substituí-lo por grão de bico na salada...

Depois de 3 horas em que eu almocei, vem meu lanchinho da tarde! Geralmente como antes de entrar no serviço, então são coisas um pouco mais práticas como:
-Bolachinhas de arroz com pasta de soja
OU
-Iogurte com chia
OU
-bolacha belvita ou nesfit

Geralmente deixo essas duas para quando não tenho tempo de montar meu lanche para levar ou estou na rua.

Na hora da janta eu ainda estou no trabalho, então acabo levando uma marmita do que teve no almoço, crepioca ou tapioca.

Chego em casa quase todos os dias as 23:30 e já estou com fome de novo, para não comer nada muito pesado eu acabo optando por uma fruta (geralmente maçã) ou uma xícara de chá (camomila ou erva doce sem açúcar).

E assim sigo com minha alimentação, ainda estou planejando fotografar um pouquinho do meu dia a dia para postar aqui...mas o que vale sempre lembrar é o seguinte: o que serve para mim nem sempre serve para você, isso pode até te servir de base para mudar algumas coisas de seu hábito alimentar, mas é sempre bom passar por uma nutricionista que vai indicar algo que seja para o seu biotipo. Nunca deixe de comer, fala refeições de 3 em 3 horas e exercícios (moderados) são sempre bem vindos. Uma outra coisa, sempre deixei e vou continuar deixando um dia para comer alguma gordice, é o que eu disse lá em cima: não é se entupir de coisas em um dia só, é matar a lombriga de pouquinho!
Espero ter ajudado um pouquinho com minha experiencia nesse assunto, e até o próximo post.

Nicole Deamente

Instagram
Flickr
Snapchat: nicoledecorrea

Um comentário:

Camila Fernandes disse...

Hoje mesmo minha mãe saiu e encheu a geladeira de frutas, legumes e verduras. Aqui em casa todo mundo é meio gordinho, e como minha irmã sofreu muito para perder peso, minha mãe já começou a regular a minha, mais por uma questão de saúde.
Gostei muito do blog, principalmente do nome! Kisses!
http://camilaland.blogspot.com.br